Caso João de Deus: investigação sim, prejulgamento jamais

Continuo em São Paulo, tudo andando bem. Só terça-feira chegarei ao Senado. Antes, uma breve reflexão:
O João de Deus deve sim ser investigado. Se for o caso, condenado. Jamais prejulgado, sangrando em vida, porque ele é um patrimônio nosso, da espiritualidade, da cura e da crença. Falo com a responsabilidade de quem fez a Lei Maria da Penha, cominou o Feminicídio na legislação, o Observatório da Mulher, avanços contra a violência, contra a pedofilia e todos de gênero.
O médium não é o maior problema do Brasil, não é um Roger Abdelmassih, um lasier qualquer, e deve, até pelo menos o trânsito em julgado, continuar curando a sociedade, que parece mais doente e odienta.
Se você me permitir, amanhã tratarei do óbice que temos pela frente. Acompanhe, comente, discuta, critique.

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

Construção do Hospital do Futuro em Pilar

Semana movimentada em Brasília, com a instalação da CPI...

Centro de Convenções de Arapiraca

Fui a Arapiraca assinar a ordem de serviço para...

Assine o Boletim Eletrônico

Assinando, você receberá em seu e-mail notícias e artigos atualizados do site.

A página eletrônica do Senador Renan Calheiros é um espaço para divulgar ideias, posicionamentos e opiniões do parlamentar alagoano. O endereço eletrônico www.renancalheiros.com.br é atualizado pela assessoria de imprensa e agrega artigos, discursos, notícias, projetos, além de dados biográficos da carreira política do senador.

Contato

Senador Renan Calheiros
E-mail: [email protected]
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Anexo I Ed. Principal 15º andar
BrasíliaDF - CEP 70.165-920
(61) 3303-2261 / (61) 3303-2263