DISCURSO DE POSSE DE RENAN ELEITO PELA QUARTA VEZ COMO PRESIDENTE DO SENADO FEDERAL

O SR. PRESIDENTE (Jorge Viana. Bloco Apoio Governo/PT – AC) – Concluído o trabalho dos escrutinadores, esta Presidência informa o resultado da votação: Senador Renan Calheiros, 49 votos; Senador Luiz Henrique, 31 votos; 1 voto nulo.

Tenho a honra de proclamar eleito Presidente do Senado, que exercerá o mandato no biênio 2015/2016, o nobre Senador Renan Calheiros. (Palmas.)
Determino à Secretaria-Geral da Mesa a destruição, conforme o Regimento, das cédulas de votação, ao tempo em que agradeço aos escrutinadores, colegas Senadores e Senadoras.
Convido o Presidente eleito, Senador Renan Calheiros, para presidir a sessão. (Pausa.)
O SR. PRESIDENTE (Renan Calheiros. Bloco/PMDB – AL) – Srs. Senadores, Srªs Senadoras, gostaria sinceramente de manifestar minha gratidão aos Senadores e Senadoras pela renovação da confiança. Conduzir o Senado Federal me honra muitíssimo e me obriga a redobrar o trabalho, triplicar o ânimo, quadruplicar a vontade de acertar para corresponder ao crédito que me foi concedido pelos Senadores e pelas Senadoras.
Quero expressar rapidamente meus respeitos ao PMDB, à Bancada do Senado, que me distinguiu, indicando-me para presidir uma das mais tradicionais instituições da República. O PMDB, permitam-me, que garante a estabilidade, também trabalhará pela estabilidade econômica. Como fiador do modelo democrático, o Partido atua para o equilíbrio do poder e repele qualquer pendor hegemônico, onde quer que ele esteja camuflado. Transmito inicialmente esta gratidão aos peemedebistas, nas pessoas do Presidente Michel Temer e do nosso Líder no Senado Federal, Eunício Oliveira.
Quero dirigir também palavras especiais ao povo de Alagoas. Sem a confiança renovada dos meus queridos conterrâneos, eu não chegaria onde estou. O Estado que represento, juntamente com os Senadores Fernando Collor de Mello e Benedito de Lira, e pelo qual luto incessantemente não se desapontará com o seu filho.
As disputas democráticas engrandecem a instituição, robustecem a democracia e enobrecem aqueles que dela participaram. Por isso é que gostaria de fazer uma menção ao meu ilustre colega ex-Governador, ex-Presidente do PMDB, ex-Líder de bancada, Senador Luiz Henrique, pela correção e espírito público verificados ao longo de sua trajetória. A disputa agora, Senador Luiz Henrique, já é passado, e todos nós, Senadores e Senadoras, ansiamos pelo futuro. (Palmas.)
Serei Presidente de todos os Senadores, como demonstrado nos últimos anos. Desejo renovar meu firme compromisso pela autonomia e independência do Senado Federal, por sua modernização, transparência e pela coletivização das decisões desta direção.
As deliberações, debates e ações serão tomados de forma coletiva e nunca serão, como nunca foram, monocráticos ou arbitrários. Aqui, buscamos o consenso até o limite, sem que ele implique a negação de liderança ou a redução de nenhuma posição política partidária ou ideológica. O entendimento nunca será supressão da vontade de quem pode menos em detrimento da força de quem pode mais. Aqui, todos podem mais, por serem todos iguais.
Os próximos anos – e assim atuarei – ensejarão uma atuação mais efetiva, mais decisiva na formulação dos debates e nos temas que dizem respeito ao futuro do Brasil.
Muito já fizemos na reforma administrativa interna, na transparência, na afirmação do poder, na defesa da liberdade de expressão e na produção legislativa voltada para os segmentos mais desamparados e privilegiando as propostas que, como disse, nasceram no Legislativo.
Mas, há muito, Srªs Senadoras e Srs. Senadores, há muito a fazer. Outros temas de considerável magnitude e sobre os quais temos responsabilidades nos são cobrados. Refiro-me novamente à reforma política, pela qual me empenharei pessoalmente. Fazendo o nosso dever de casa, estaremos contendo a sanha obscena dos extremistas de todos os lados, que têm desprezo pela democracia.
Alguns poucos perderam a inibição e propagam o obscurantismo infame nas redes de computadores e até nas ruas, como, perplexos, testemunhamos recentemente. O maior legado de nossa democracia é que nada, nada, absolutamente nada, justifica o arbítrio.
Cevar o ódio à democracia é um atalho expresso e seguro rumo ao precipício. Propagar o nojo à democracia é o caminho para a indigência institucional. No campo infraconstitucional, vamos levar adiante uma agenda econômica que permita ao Brasil crescer sem abrir mão das conquistas obtidas até aqui. Não seremos levados de volta à privação, à exclusão e à escassez.
O Brasil quer assegurar o que já conquistou e tem o direito de querer mais. Vamos lutar por mais e melhores dias. Já no dia de amanhã eu vou me reunir com o novo Presidente da Câmara dos Deputados para afinarmos, Senador Delcídio do Amaral, uma agenda comum que acelere o processo legislativo, contribua para melhorar o ambiente de negócios e pedir que a Câmara dos Deputados delibere sobre as matérias aprovadas pelo Senado Federal nos últimos anos.
Desejo finalizar estas rápidas palavras reiterando a todos a minha gratidão, parabenizando os demais integrantes da Mesa Diretora, os Líderes de todos os partidos, sem distinção, os Senadores e Senadoras que chegam e aqueles que se despedem – temporariamente –, aos funcionários, aos convidados, aos membros da Mesa desse último biênio do Senado Federal, aos jornalistas e a toda a sociedade brasileira.
Que Deus nos ilumine na busca por melhores dias. Bom domingo a todos!

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

O inacreditável acontece

Quando ficou evidente que políticos (de todos os partidos...

O eixo do carro de boi

Ainda sobre a eleição. Aconteceu outro fato inusitado que...

O Quinto Mandamento

Insistem em pedir que eu escancare minhas convergências com...

Bastidores da eleição

Continuo em Brasília. Só sexta-feira 21 estarei em Alagoas...

Assine o Boletim Eletrônico

Assinando, você receberá em seu e-mail notícias e artigos atualizados do site.

A página eletrônica do Senador Renan Calheiros é um espaço para divulgar ideias, posicionamentos e opiniões do parlamentar alagoano. O endereço eletrônico www.renancalheiros.com.br é atualizado pela assessoria de imprensa e agrega artigos, discursos, notícias, projetos, além de dados biográficos da carreira política do senador.

Contato

Senador Renan Calheiros
E-mail: [email protected]
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Anexo I Ed. Principal 15º andar
BrasíliaDF - CEP 70.165-920
(61) 3303-2261 / (61) 3303-2263