POR QUE SEMPRE DEFENDI O BOLSA FAMÍLIA

O programa Bolsa Família vem contribuindo de maneira decisiva para tirar os brasileiros da pobreza. Hoje mais de 14 milhões de famílias recebem o benefício que é a garantia de comida para muitas pessoas, especialmente em Alagoas, onde mais de 1,5 milhão de Alagoanos vivem do Bolsa Família. O êxito do programa pode ser medido pelo avanço social que ele proporcionou, pela quantidade de países que tentam reproduzí-lo no combate a fome e pelos elogios de organismos internacionais.


Agora o governo federal pretende ampliar ainda mais o programa e o Bolsa Família vai atender também mais de 46 mil moradores de rua identificados nas cidades brasileiras com mais de 300 mil habitantes, com base em levantamento feito pelo IBGE. Um programa piloto já foi testado em Belo Horizonte e a ideia do governo é atacar novos bolsões de pobreza de forma mais consistente.

      A dificuldade para cadastrar e acompanhar moradores de rua já foi superada. Há uma exigência de que os beneficiários tenham um endereço fixo para referência. No caso das populações de rua, os Centros de Referência de Assistência Social e os Centros de Referência Especializados de Assistência Social deverão se transformar nas referências desses beneficiários. Mas valerá também o abrigo ou restaurante popular que o beneficiário frequente.

      O perfil do beneficiário do Bolsa Familia vem evoluindo, mas ele recomenda a manutenção e ampliação do programa por um longo tempo. Em setembro de 2009, 65% dos beneficiários contavam com água encanada e 54%, com rede de esgoto ou fossa séptica. Em 2005, esses percentuais eram de 63% e 50%. 
 

      Outra constante que vai, gradualmente, se transformando é a baixa escolaridade entre os receptores do Bolsa Família. Ao todo, 82% dos beneficiários ou são analfabetos ou não concluíram o ensino fundamental. Entretanto, entre 2007 e 2009, o número de responsáveis pela família que não sabiam ler caiu de 17% para 13%. Também houve aumento no número de beneficiários que se matricularam no ensino médio para continuar os estudos de 13% para 17%.

      Mais do que proporcionar alimentação e dignidade a milhões de brasileiros, os recursos do Bolsa Família estão estimulando seus beneficiários a retomarem estudos, a investirem em saneamento e saúde. Em apenas dois anos mais de 4% dos beneficiários voltaram à escola em busca de novos oportunidades de emprego. Por isso, quando fui relator do Bolsa Família no Senado, lutei para aprová-lo e nunca tive dúvidas de sua eficácia. Hoje com os resultados colhidos, é muito cômodo ser favorável ao programa.

 

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

O inacreditável acontece

Quando ficou evidente que políticos (de todos os partidos...

O eixo do carro de boi

Ainda sobre a eleição. Aconteceu outro fato inusitado que...

O Quinto Mandamento

Insistem em pedir que eu escancare minhas convergências com...

Bastidores da eleição

Continuo em Brasília. Só sexta-feira 21 estarei em Alagoas...

Assine o Boletim Eletrônico

Assinando, você receberá em seu e-mail notícias e artigos atualizados do site.

A página eletrônica do Senador Renan Calheiros é um espaço para divulgar ideias, posicionamentos e opiniões do parlamentar alagoano. O endereço eletrônico www.renancalheiros.com.br é atualizado pela assessoria de imprensa e agrega artigos, discursos, notícias, projetos, além de dados biográficos da carreira política do senador.

Contato

Senador Renan Calheiros
E-mail: [email protected]
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Anexo I Ed. Principal 15º andar
BrasíliaDF - CEP 70.165-920
(61) 3303-2261 / (61) 3303-2263