O MUNDO DE OLHO NO BRASIL

Em passado muito recente era corriqueiro ouvirmos brasileiros, especialmente jovens, buscando empregos e melhores oportunidades de vida nas terras de seus antepassados. Com a crise externa e desempenho da economia brasileira o cenário mudou. O Brasil, outrora um exportador de mão de obra, voltou a ser o País dos imigrantes.
Dois levantamentos comprovam esta tendência. O estudo do Ministério da Justiça registrou que quantidade de estrangeiros vivendo no Brasil – trabalhando ou morando – superou, pela primeira vez em 20 anos, o número de brasileiros que deixam o país para viver no exterior.
Segundo os dados do Departamento de Estrangeiros do MJ, o número de estrangeiros em situação regular no Brasil aumentou em 52% nos últimos seis meses, e continua crescendo. Até junho de 2011, o Brasil tinha 1,466 milhão de estrangeiros, contra 961.877 em dezembro do ano passado. 
A concessão de vistos de permanência cresceu 67% de 2009 para 2010, enquanto os processos de naturalização dobraram de 1.056 para 2.116. Se considerados os imigrantes ilegais – perto de 600 mil – hoje nós teríamos cerca de 2 milhões de estrangeiros morand no Brasil. 
Outro estudo feito pelo ministério do trabalho  sobre mão de obra trabalhando no Brasil, mostrou que no primeiro semestre de 2011, o número de profissionais estrangeiros aumentou quase 20% em relação ao mesmo período de 2010. Entre janeiro e junho foram concedidas 26.545 autorizações para que profissionais de outras nacionalidades trabalhassem no País, contra 22.188 nos mesmos meses do ano passado. 
Diante da crise internacional, o Brasil se tornou um mercado com muitas oportunidades para profissionais qualificados. Esta invasão dos estrangeiros pode estar apenas no início e com o agravamento do cenário externo este fluxo pode aumentar sensivelmente. 
Os estrangeiros estão sendo atraídos, principalmente, pelas oportunidades nas áreas de engenharia e de segmentos relacionados ao pré-sal, já que as próprias empresas são as interessadas na busca por profissionais estrangeiros.
A presença de estrangeiros tem crescido em especial fora do tradicional eixo Rio-São Paulo. O Nordeste e o Centro-Oeste, por exemplo, inverteram a tendência dos dois últimos anos e voltaram a atrair mão de obra internacional. Nessas regiões, a presença de trabalhadores importados cresceu 134% e 48%, respectivamente.
No Nordeste, nos primeiros seis meses do ano, a quantidade de mão de obra importada já supera a de 2010.  Este aumento de estrangeiros na economia do Nordeste ocorre por conta dos investimentos estruturantes, já que o emprego regional cresce acima da média brasileira nos últimos anos e a região vem recebendo investimentos com a implantação de empreendimentos em petroquímica, estaleiros, siderurgia e minérios.
Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

Senador entrega retroescavadeiras para municípios alagoanos

Tive a alegria de entregar nesta segunda-feira (19), duas...

O inacreditável acontece

Quando ficou evidente que políticos (de todos os partidos...

O eixo do carro de boi

Ainda sobre a eleição. Aconteceu outro fato inusitado que...

O Quinto Mandamento

Insistem em pedir que eu escancare minhas convergências com...

Assine o Boletim Eletrônico

Assinando, você receberá em seu e-mail notícias e artigos atualizados do site.

A página eletrônica do Senador Renan Calheiros é um espaço para divulgar ideias, posicionamentos e opiniões do parlamentar alagoano. O endereço eletrônico www.renancalheiros.com.br é atualizado pela assessoria de imprensa e agrega artigos, discursos, notícias, projetos, além de dados biográficos da carreira política do senador.

Contato

Senador Renan Calheiros
E-mail: [email protected]
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Anexo I Ed. Principal 15º andar
BrasíliaDF - CEP 70.165-920
(61) 3303-2261 / (61) 3303-2263