NOVOS BENEFÍCIOS PARA OS PESCADORES

O governo acaba de lançar o Plano Safra da Pesca e Aquicultura, esperado há muitos anos por aqueles que vivem direta e indiretamente da pesca. O plano prevê investimentos na indústria da pesca de 4 bilhões de reais até o ano de 2014. Com o novo plano foi traçada a meta de dobrar a produção brasileira e alcançar 2 milhões de toneladas por ano. 
Os beneficiários da iniciativa são aquicultores familiares e comerciais, pescadores artesanais, armadores de pesca, agricultores familiares e indústrias do setor. O plano engloba diversas ações de estímulo ao setor.  Entre elas, o aumento de créditos aos pescadores, assistência técnica, formação de cooperativas e investimento na melhoria nas condições de armazenagem e comercialização. 

Com o programa, pescadores com renda de até R$ 160 mil por ano e aquicultores com renda de até R$ 320 mil por ano terão acesso à linha de crédito do Programa de Financiamento da Agricultura Familiar, o Pronaf. Eles pagarão 4% de juros ao ano e terão dois anos de carência para quitar o crédito utilizado no custeio da produção. 
Os pescadores também terão linha especial para microcrédito e poderão pegar empréstimo de até R$ 2.500 a serem quitados em dois anos com juros de 0,5% ao ano. O Plano Safra da Pesca também prevê investimento de R$ 135 milhões em assistência técnica e em cursos para 120 mil Pescadores, que serão instruídos sobre como obter o crédito, a adotar boas práticas de produção e conservação do pescado e técnicas de comercialização do produto.
Um dos objetivos do plano é tirar da pobreza 100 mil famílias. Segundo o ministério da Pesca, cerca de 380 mil famílias que vivem da pesca, infelizmente, ainda estão nessa condição, várias delas em mangues ou comunidades ribeirinhas.
Por meio do Programa de Aquisição de Alimentos, já utilizado pelos agricultores familiares, o governo pretende comprar até 20 mil toneladas de pescado por ano, aumento de quatro vezes em relação ao adquirido atualmente.
O consumo brasileiro de pescado poderá passar dos atuais 9 quilos por habitante/ano para 13,8 quilos em 2015. O governo pretende ainda oferecer estímulos especiais para jovens e mulheres. Está previsto financiamento para mais de 46 mil mulheres marisqueiras para aquisição de freezer e fogões. Outras 90 mil pescadoras terão apoio para renovar seus artefatos de pesca.  Já os jovens que se dedicam à pesca e aquicultura poderão obter financiamento de até R$ 15 mil para iniciar suas atividades.
O que está se fazendo, neste momento, é formalizar a atividade da pesca e dar condições objetivas para transformar nosso potencial em atividade econômica competitiva e lucrativa. Mais do que isso o projeto inclui ainda a inclusão social e distribuição de renda. Só em Alagoas são 37 mil pescadores artesanais que, certamente, ganham uma nova perspectiva de vida com mais este plano do governo federal.
Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

Por que a Copa América no Brasil é um mau exemplo

Esta reflexão, sugerida pela equipe técnica da CPI da Covid-19 no Senado...

Renan critica negacionistas sobre pandemia

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da...

A segunda cepa do negacionismo

Diante de tudo o que os fatos comprovam, rota...

Assine o Boletim Eletrônico

Assinando, você receberá em seu e-mail notícias e artigos atualizados do site.

A página eletrônica do Senador Renan Calheiros é um espaço para divulgar ideias, posicionamentos e opiniões do parlamentar alagoano. O endereço eletrônico www.renancalheiros.com.br é atualizado pela assessoria de imprensa e agrega artigos, discursos, notícias, projetos, além de dados biográficos da carreira política do senador.

Contato

Senador Renan Calheiros
E-mail: [email protected]
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Anexo I Ed. Principal 15º andar
BrasíliaDF - CEP 70.165-920
(61) 3303-2261 / (61) 3303-2263