A HORA DA RECONSTRUÇÃO

O Presidente Lula, demonstrando, mais uma vez, sua apurada sensibilidade, chamou para si e para seu governo a urgente tarefa de reconstruir a vida nas 28 cidades afetadas pelas enchentes. Depois de pisar na lama, ouvir as vítimas, o Presidente não hesitou em colocar a mão na massa e iniciar o trabalho de reconstrução das cidades.
 Esta semana voltaram à Alagoas o Ministro de Segurança, Jorge Félix, que coordena o gabinete de crise e o Chefe de Gabinete do Presidente, Gilberto Carvalho. Ambos vieram com a orientação de evitar a burocracia e resolver logo os problemas que afligem perto de 160 mil alagoanos afetados pelas cheias.

 A ajuda rápida e desburocratizada já pôde ser sentida. O Presidente Lula repassou R$ 600 milhões diretamente ao cofre dos dois estados atingidos, sem nenhum tipo de burocracia. Agora, na hora da reconstrução, os Tribunais de Contas e o Ministério Público precisam atuar para que os recursos cheguem imediatamente  a quem precisa.
 Por ordem do Presidente, todos os ministérios estão integrados nas ações de socorro e normalização das cidades atingidas. O Ministério da Saúde enviou recursos, toneladas de remédios e vacinas. Já a pasta da Educação está disponibilizando recursos para reerguer 26 escolas destruídas. De outro lado o BNB, a CEF e o Banco do Brasil estão abrindo linhas de crédito de até R$ 1 bilhão para o comércio e indústria retomarem suas atividades.
 O próprio Presidente Lula determinou a antecipação do pagamento de dois benefícios. Do Bolsa Família serão antecipados dois meses que colocarão em circulação cerca de R$ 50 milhões na economia das cidades mais castigadas. O mesmo vai ocorrer com os benefícios previdenciários, que vão beneficiar perto de 100 mil pessoas. São recursos importantes que ajudarão as cidades na tentativa de voltar à normalidade.
 Além dos repasses financeiros e agilização das providências, o governo federal enviou militares das Forças Armadas com equipamento e aeronaves que estão auxiliando no socorro às vítimas e no início da reconstrução das cidades. Eles, ao lado do Corpo de Bombeiros do estado, da Polícia Militar de Alagoas, da Defesa Civil, técnicos e voluntários, merecem o reconhecimento de todos pelo trabalho que estão desenvolvendo.
 Entre todas as providências a mais importante é a determinação do Presidente de reconstruir todas as casas levadas pelas águas. Esta semana fiz um apelo ao Presidente, no sentido de que os desabrigados ganhem as casas e fiquem desobrigados das contra-partidas financeiras exigidas pelo programa Minha Casa Minha Vida. A economia brasileira suporta este custo sem nenhum problema.
 Além da imprescindível ajuda do governo federal, os alagoanos também estão muito gratos com a solidariedade do povo brasileiro. Toneladas de donativos continuam chegando às vítimas e este gesto jamais será esquecido por todos nós, alagoanos. Vamos agora reconstruir nossas vidas, casas, ruas e escolas. Nestas horas o trabalho faz a diferença.

 

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

O inacreditável acontece

Quando ficou evidente que políticos (de todos os partidos...

O eixo do carro de boi

Ainda sobre a eleição. Aconteceu outro fato inusitado que...

O Quinto Mandamento

Insistem em pedir que eu escancare minhas convergências com...

Bastidores da eleição

Continuo em Brasília. Só sexta-feira 21 estarei em Alagoas...

Assine o Boletim Eletrônico

Assinando, você receberá em seu e-mail notícias e artigos atualizados do site.

A página eletrônica do Senador Renan Calheiros é um espaço para divulgar ideias, posicionamentos e opiniões do parlamentar alagoano. O endereço eletrônico www.renancalheiros.com.br é atualizado pela assessoria de imprensa e agrega artigos, discursos, notícias, projetos, além de dados biográficos da carreira política do senador.

Contato

Senador Renan Calheiros
E-mail: [email protected]
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Anexo I Ed. Principal 15º andar
BrasíliaDF - CEP 70.165-920
(61) 3303-2261 / (61) 3303-2263