2010: O ANO DO EMPREGO NO BRASIL

 Qualquer pesquisa que se faça entre os cidadãos brasileiros vai atestar que uma das maiores apreensões da sociedade está na geração de empregos. O Brasil vai, rapidamente, abrindo novos postos de trabalho e os dados que são divulgados mensalmente pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho comprovam que 2010 será o ano do emprego no País.

As estatísticas fechadas sobre o mês de fevereiro mostram que foram criados 209,4 mil empregos com carteira assinada. Este é o melhor resultado para o mês de fevereiro desde o início da série histórica do Caged, há 18 anos. Antes, o melhor mês de fevereiro havia sido registrado em 2008, quando foram abertas 204,9 mil vagas formais. Houve uma expansão generalizada do emprego formal em fevereiro, especialmente por causa das férias e do carnaval. O setor que mais contratou foi o de serviços, com 85,6 mil novas vagas. Em segundo lugar, aparece a indústria de transformação, com a criação de 63 mil postos formais de trabalho. Em fevereiro, a construção civil criou 34,7 mil vagas e o comércio, 10,6 mil. Em janeiro deste ano já haviam sido criados 181,4 mil postos de trabalho com carteira assinada, o que também representou o melhor resultado para os meses de janeiro.

O resultado dos dois primeiros meses de 2010, quando foram criadas 390,8 mil postos de trabalho com carteira assinada, também representa o melhor resultado da história para o período. Mantido o ritmo mensal, o Brasil atingirá a meta de criar 2 milhões de novos empregos em 2010.
       Com a economia em expansão, o emprego em alta, todos os demais vetores econômicos acompanham a onda positiva. Um deles foi o crescimento da arrecadação mesmo depois dos programas de desoneração tributária. O bom resultado da arrecadação dos impostos e contribuições  no primeiro bimestre, em comparação ao mesmo período em 2009, foi consequência da recuperação dos principais indicadores econômicos do País.
 
Os dados divulgados pela Receita Federal mostram que a arrecadação total de impostos e contribuições atingiu em fevereiro R$ 53,5 bilhões, valor recorde para esse mês. O resultado representa um aumento de 13,23% na comparação com o de fevereiro do ano passado. Este resultado revela ainda o quanto foi providencial os programas de redução de impostos para carros e eletrodomésticos da linha branca adotados pelo governo Lula em plena crise mundial.

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

Senador entrega retroescavadeiras para municípios alagoanos

Tive a alegria de entregar nesta segunda-feira (19), duas...

O inacreditável acontece

Quando ficou evidente que políticos (de todos os partidos...

O eixo do carro de boi

Ainda sobre a eleição. Aconteceu outro fato inusitado que...

O Quinto Mandamento

Insistem em pedir que eu escancare minhas convergências com...

Assine o Boletim Eletrônico

Assinando, você receberá em seu e-mail notícias e artigos atualizados do site.

A página eletrônica do Senador Renan Calheiros é um espaço para divulgar ideias, posicionamentos e opiniões do parlamentar alagoano. O endereço eletrônico www.renancalheiros.com.br é atualizado pela assessoria de imprensa e agrega artigos, discursos, notícias, projetos, além de dados biográficos da carreira política do senador.

Contato

Senador Renan Calheiros
E-mail: [email protected]
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Anexo I Ed. Principal 15º andar
BrasíliaDF - CEP 70.165-920
(61) 3303-2261 / (61) 3303-2263